Sistemas de Direção Hidráulica

Os sistemas de direção hidráulica trabalham com óleo sob pressão. Para o seu perfeito funcionamento, existe a necessidade de um reservatório para armazenamento do óleo e de uma bomba hidráulica para o fornecimento desse óleo para a direção. A direção hidráulica de um carro é diferente da direção hidráulica de um caminhão. A principal diferença é que as direções para carro, normalmente, utilizam cremalheira e as de caminhões e ônibus são de esferas recirculantes.

A maioria dos sistemas de direção hidráulica consiste numa bomba de válvula rotativa de engrenagem ou correia, para fornecer pressão hidráulica, e um conjunto de cilindro e êmbolo. A pressão é gerada com ajuda do motor, através da bomba hidráulica. À medida que a velocidade do motor aumenta, a pressão do fluido hidráulico também aumenta. Para dimensionar esse efeito, uma válvula de escape é incorporada ao sistema, que permite, assim, diminuir a pressão quando esta está alta demais. As válvulas hidráulicas são acionadas pelo movimento do volante ou pela deflexão das rodas. Quando o sistema de direção está em repouso (veículo em linha reta ou parado) o fluido hidráulico passa através de dois orifícios de iguais dimensões, aplicando pressões iguais em ambos os lados de um êmbolo, contido num cilindro, ligado ao mecanismo da direção. Ao mover-se o volante, é acionada uma válvula de distribuição que abre um dos orifícios e fecha o outro. O fluido exerce, então, pressão sobre apenas um dos lados do êmbolo, o que empurra o mecanismo de direção, na direção desejada. A pressão que é aplicada no êmbolo depende da força que o condutor aplica no volante.

A rede ZF SISTEMAS DE DIREÇÃO, possui o mais moderno equipamento de teste, homologado pela fábrica e de exclusividade da rede; possui também todo o ferramental, treinamento técnico e peças originais, para garantir um serviço de alta qualidade. Na hora de escolher onde realizar serviços procure a rede ZF Sistemas de Direção.

Topo

Direções Hidráulicas

O princípio de funcionamento da direção hidráulica é assim: um sistema com óleo sob pressão exerce a maior parte do esforço necessário para girar as rodas. A pressão do óleo é aplicada no instante em que o motorista vira o volante da direção. A ação hidráulica ocorre com auxílio do fluido que circula sob pressão na tubulação do sistema. Para isso há uma válvula especial que se abre e fecha quando o volante é virado de um lado a outro. Ao abrir, ela permite que o óleo despejado sob pressão aplique uma determinada força a um pistão que vai acionar a barra de direção.

Topo

Bombas de Direção Hidráulica

A bomba que atua na direção hidráulica é acionada pelo motor do veículo por meio de polia e correia ou engrenagens. Como a bomba funciona constantemente, bombeando fluido o tempo todo, ela chega a desperdiçar potência e essa perda, no final das contas, representa um maior consumo de combustível. Mas é assim mesmo, o conforto tem sempre um custo extra.

O conjunto da direção hidráulica requer alguns cuidados. O nível do fluido precisa ser verificado periodicamente e, quando necessário, ser completado com o fluido que atenda as especificações contidas no manual do proprietário. Se a quantidade estiver muito baixa ou, logo após completar o volume voltar a baixar, é preciso levar o carro até uma oficina especializada para uma análise específica, pois deve haver algum vazamento.

Vale lembrar que mesmo sem óleo a direção vai funcionar, porém apenas o modo mecânico, ou seja, a direção fica mais pesada e o motorista chega a fazer mais esforço que uma direção mecânica convencional.

Topo